5 de set de 2012

Plágio Não!

Como você se sentiria se um colega de trabalho se apoderasse de uma idéia que você levou semanas para elaborar e a apresentasse ao chefe como sendo dele? Ou então, se o seu colega de faculdade tivesse acesso ao seu TCC e se passasse como autor dele? Ninguém gosta de ter o fruto da sua atividade intelectual roubado, não é mesmo?

A Internet é um campo fértil para a disseminação do plágio, pois, diferentemente da "vida real", muitas pessoas se sentem mais confortáveis em praticar o roubo de idéias, textos ou imagens quando estão escondidas sob o anonimato que a grande rede dá a ilusão de proporcionar.

Os food blogs, uma categoria formada por blogs de culinária e gastronomia, são um alvo frequente de plagiadores. É mais comum do que podemos pensar. No caso do Mastigando em Salvador, dificilmente temos nossos textos plagiados, já que são relatos muito pessoais de aventuras gastronômicas, mas, acreditem, já aconteceu. O mais comum, no nosso caso, são as cópias dos nossos registro fotográficos, feitas até por grandes sites ou portais, o que nos forçou a adotar a prática de utilizar uma marca d'água nas fotos, com um texto identificando o "dono" daquela imagem. Ainda assim, é comum encontrarmos fotos de nossa propriedade com a marca d'água cortada ou "disfarçada".

Hoje, 05/09, os blogueiros de gastronomia brasileiros se reuniram e estão fazendo uma "blogagem coletiva" contra o plágio! A idéia é chamar a atenção para o problema e despertar em você, leitor, a iniciativa de, ao encontrar um material, de qualquer natureza, copiado de um blog que você conheça, "colocar a boca no trombone" e denunciar o roubo!

Plágio Não!
Imagem criada e cedida por Túlio Souza, do blog Macho Gourmet
Nós já ouvimos falar que "o plágio é a forma mais sincera de elogio", mas, honestamente, deste tipo de elogio, nós queremos distância!

13 comentários:

  1. Bem bom, claro e direto o teu texto!"Tamo junto"!!!! Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Fê Dayrell, obrigado! Juntos tornaremos o movimento forte!

      Excluir
  3. Com o aparecimento da Internet,nada se inventa tudo se copia.
    Agora faço-lhe uma pergunta, esses tais blogueiros da gastronomia não serão plagiadores também?
    Em termos gastronómicos o plagio é uma realidade se for inserido na globo-esfera. As receitas originais têm décadas ou talvez séculos, simplesmente levam alterações pessoais.....então todos nós plagiamos em termos gastronómicos. Eu como Chef tenho os meus truques, se os publicar na net, deixam de ser meus e passam a ser de quem quiser copia-los...não posso recriminar ninguém por esse acto!!!
    Eu sei que é feio plagiar receitas ou outra coisa, mas é uma realidade....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No caso do Mastigando em Salvador e blogs do estilo,não é plágio,visto que cada visita a um restaurante pode gerar opiniões diferentes. O que pode ser maravilhoso para o Gustavo e a Catarine pode não ser lá muito bom para mim,e assim por diante...ainda mais por serem conclusões tiradas em uma visita,que não refletem necessariamente a condição 'normal' do estabelecimento.

      Agora,se o blog for sobre receitas,a coisa muda um pouco só de figura. Muitas receitas são conhecidas,daí não acredito muito em plágio. Mas cada chef de cozinha tem seus segredos pra uma receita...cabe a ELE decidir se quer,ou não,compartilhar o segredo,já sabendo que ele será copiado. Ainda assim,não é plágio - visto que a maioria das pessoas conhece as receitas "de ouvido".

      O problema não é tão da cópia,mas da falta de créditos... (:

      Excluir
    2. Almeida, permita-me discordar do seu ponto de vista. Definitivamente, não compartilho da opinião de que "com o aparecimento da Internet, nada se inventa, tudo se copia". O Mastigando em Salvador é um pequeno exemplo de que esta afirmação é equivocada. O que se lê aqui é produção intelectual exclusiva minha e da Catarine.

      Entendo o que você quer dizer com as reproduções das receitas ao longo do tempo, mas, ainda assim, considero uma análise superficial. Dizer que publicar seus truques na Internet faz com que eles deixem de ser seus é mais uma afirmação equivocada. Obviamente que, quando o truque é publicado, outras pessoas podem utilizá-lo, mas isso não lhes dá o direito de dizerem que o truque é fruto da mente delas! E talvez esse seja um dos grandes pontos do combate aos plagiadores: eles sempre querem se passar pelos autores da idéia.

      Enfim, penso que é momento de reavaliar os seus conceitos. A maneira como você encara as coisas é a mesma maneira que os plagiadores utilizam para legitimar as suas ações. Que, segundo a lei, configuram-se como um crime.

      Obrigado pelo debate!

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Já passei por isso meu curso inteiro,pessoas pegando meus trabalhos e dizendo que eram seus. No meu blog igualzinho (por isso eu parei de escrever)...Sou totalmente de acordo! :) Você leva tempo fazendo uma postagem,vem um folgado e copia e nem sequer diz de onde saiu o conteúdo!

    #PlágioNão

    ResponderExcluir
  5. Gustavo Romero, você tem todo direito de discordar da minha opinião.
    Agora, penso que o Sr. saiba realmente o que quer dizer a palavra crime, porque, usar e insinua-la em vão....também é crime.
    Pelo que já li no vosso blog, vocês fazem provas e depois criticam, daí até cozinhar vai muita diferença. São opiniões vossas se alguém plagiar, está a agir de má fé.
    Agora, aos blogs que referi - gastronómicos - não se podem queixar de plagio, até à data não conheço nenhuma receita que tenha direitos de autor registados.
    Agora, Sr. Gustavo, os food blogs que você defende, volto a citar são só estes exclusivamente que me refiro, também fazem plagio....ou acha que as receitas que postam são inventadas por eles?
    Então, os conceitos que me manda reavaliar, e digo-lhe o mesmo...fazer falsas insinuações sem provas é crime....e a obsessão pelo plagio já fez passar muita gente por transtornos e perca de tempo.
    Não pense que por repetir a palavra "crime", estou a entrar em campos de ameaças ou desrespeito pela sua pessoa, longe de mim!!!!
    Continuem com o vosso trabalho, que por acaso é óptimo.... e sem os críticos o nosso trabalho nunca seria reconhecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Almeida, tentei identificar em que parte da minha resposta encontram-se as "insinuações" aludidas por você, mas não consegui encontrá-las. Encontrei apenas "afirmações", todas criticando aqueles que se passam por autores do trabalho intelectual alheio.

      De qualquer forma, está claro para mim que as suas palavras não se configuram ameaças ou desrespeito, estamos apenas debatendo os nossos pontos de vista, o que me parece ser uma atitude saudável (alguém disse que "toda unanimidade é burra").

      Como escrevi anteriormente, "entendo o que você quer dizer com as reproduções das receitas ao longo do tempo"; ou seja, sei que as receitas têm origens remotas. No entanto, perceba, é comum acontecer com os blogs de receitas terem o seu texto e/ou imagens integralmente copiados por outrem que procura se passar por autor daquele conteúdo. Creio que este é o grande ponto que se quer combater.

      Note também que não temos nenhum tipo de "obsessão" por combater o plágio (é a primeira vez em 1 ano e 8 meses de atividade que tocamos no assunto), até porque, este é um tipo de problema que nos afetou pouquíssimas vezes.

      De qualquer forma, agradeço os seus elogios e também as críticas e espero que continue a acompanhar as nossas aventuras gastronômicas.

      Por fim, acredito que este debate seria mais fértil se fosse feito com um ou mais autores de blogs de receitas, que são os principais afetados pela questão. De minha parte, penso que não tenho muito mais como contribuir com a discussão.

      Mais uma vez agradeço o debate!

      Excluir
    2. Plágio é crime:


      "No Brasil o plágio é considerado crime e sua principal referência é a lei 9.610. Todavia, a lei 9.610 é voltada para a proteção de obras comerciais. Segundo essa lei seria possível copias "pequenos trechos", o que é inadmissível em um trabalho acadêmico. Para fins de trabalho acadêmico é mais adequado seguir-se as normas da ABNT, que não admitem exceções para textos copiados."

      Pra eu não incorrer neste crime, indico a fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pl%C3%A1gio#No_Brasil

      Excluir

Os comentários no Mastigando em Salvador são muito bem vindos, mas deverão passar por um processo de moderação prévia. Para conhecer os critérios da moderação, consulte a nossa política de comentários, acessando: http://www.mastigandoemsalvador.com.br/p/politica-para-comentarios.html.

Resumidamente, os comentários que poderão ser rejeitados são aqueles que:

- Estejam fora do contexto do objeto da postagem e/ou do blog;
- Utilizem linguagem ofensiva e/ou incompreensível;
- Contenham injúrias, calúnias ou difamações, a respeito de quem quer que seja;
- Demonstrem claramente a intenção, por parte do autor do comentário, de tumultuar e/ou de desarmonizar o clima do blog;
- Contenham propaganda (spam); ou
- Contenham links externos, salvo quando forem fortemente relacionados ao objeto da postagem.

Os comentários publicados NÃO representem a opinião do blog Mastigando em Salvador e da sua equipe, e todo o seu conteúdo é de responsabilidade exclusiva dos seus respectivos autores. Nós não nos responsabilizamos por eles.

Caso tenha alguma dificuldade em fazer um comentário, verifique se está utilizando o navegador MS Internet Explorer. Alguns leitores tem reportado problemas para comentar utilizando este navegador. Esta situação está fora do nosso controle e não pode ser corrigida por nós.

Tecnologia do Blogger.