25 de jun de 2014

148 Gastronomia Honesta [ch & gr]

| por Catarine Heiter e Gustavo Romero |

O restaurante 148 Gastronomia Honesta já tinha despertado o nosso interesse, mas a nossa visita ao local aconteceu quase que acidentalmente, pois o plano era o de visitar outro restaurante, nas proximidades. Confira agora o resultado deste "acidente"! :)

148 Gastronomia Honesta

Localização e estacionamento

O restaurante funciona no Rio Vermelho, próximo ao Largo da Mariquita, uma área extremamente movimentada do bairro, não importando muito o horário em que se passe por lá. Estacionamento é outro problema: existem poucos espaços disponíveis, que são disputados pelos clientes dos inúmeros estabelecimentos existentes na região. Boa sorte!

148 Gastronomia Honesta: Fachada
A fachada do 148 Gastronomia Honesta
Ambiente e atendimento

O imóvel que abriga o 148 Gastronomia Honesta é um dos casarões antigos típicos da região. A meia luz é o fator que mais chama a atenção neste salão cheio de personalidade. Móveis diferentes, parede rústica cheia de quadros e maxi lustre são elementos que conferem identidade ao local. Quando cheio, a acústica não colabora muito, mas nem por isso perde seu charme. Até mesmo o lavabo é cheio de detalhes, pena que não conseguimos fotografá-lo! No geral, o ambiente é aconchegante e agradável.

148 Gastronomia Honesta: Ambiente
O ambiente do 148 Gastronomia Honesta
148 Gastronomia Honesta: Ambiente
O ambiente do 148 Gastronomia Honesta
148 Gastronomia Honesta: Ambiente
O ambiente do 148 Gastronomia Honesta
O atendimento foi, digamos, peculiar. Na noite da nossa visita, existia apenas uma atendente, que desempenhou o papel de hostess e garçonete. Logo que chegamos, isso não foi um problema, mas, na medida em que o local foi ficando mais movimentado, a solução foi o chef, que, aparentemente conduzia as atividades na cozinha sozinho, auxiliar no atendimento das mesas. Uma situação, no mínimo, curiosa...

Comida

O restaurante trabalha com o conceito de slow food, um estilo "que tem por objetivo promover uma maior apreciação dos alimentos, estimulando a biodiversidade, a produção sustentável e o consumo consciente". O menu, assinado pelos chefs Laurent Rezette e Claudio Bottino, contempla opções de Entradas, Massas, Carnes, Aves, Peixes, Guarnições e Sobremesas.

Quando escolhemos os nossos Pratos, o chef informou que um deles levaria por volta de 40 minutos para ser preparado, e isso nos motivou a escolher uma Entrada. Pães diversos, de fabricação própria reúnem-se nesta Entrada e podem ser combinados com outras opções disponíveis no cardápio, como a Manteiga Especial, temperada com Alho Torrado. Uma combinação maravilhosa, que realmente valeu à pena!

148 Gastronomia Honesta: Pães e Manteiga com Alho Torrado
Os Pães e a Manteiga com Alho Torrado do 148 Gastronomia Honesta
Setenta e cinco minutos após o pedido (ou seja, quase o dobro do tempo inicialmente informado), recebemos os nossos Pratos. O primeiro escolhido foi uma opção de Massa do dia que, na ocasião, era uma Lasanha Verde. Imaginamos que receberíamos uma Massa de Espinafre, mas o que foi servido foram duas grandes porções de Lasanha de Massa Branca, muito bem recheada com Carne e Molho de Tomate e cujo termo "verde" se referiu à presença de Folhas (também presente no Recheio). Prato muito saboroso, diferente de todas as Lasanhas que já mastigamos até aqui! Consegue reunir um misto de simplicidade com autenticidade! A porção dobrada é mais um ponto positivo e permitiria até dividir a refeição com mais uma pessoa com fome moderada.

148 Gastronomia Honesta: Lasanha Verde
A Lasanha Verde do 148 Gastronomia Honesta
O Tranche de Salmão Selado foi a nossa outra opção para o jantar. O Salmão original da receita não estava disponível, mas nos foi oferecido um substituto à altura (infelizmente não anotamos o nome). Escolhemos o Purê de Mandioquinha como acompanhamento dentre as opções Ratatouille, Legumes da Horta, Raízes Assadas e Batata Gratinada. A porção é um pouco mais tímida que a da Lasanha, mas confere saciedade no ponto certo. O Purê de Mandioquinha, apesar de ser um acompanhamento simples, casou perfeitamente com o Peixe recheado. Não conseguimos descobrir ao certo qual seria o Recheio, mas podemos afirmar que o sabor é excelente, e arrancou suspiros!

148 Gastronomia Honesta: Tranche de Peixe Selado com Purê de Aipim
O Tranche de Peixe Selado acompanhado de Purê de Mandioquinha do 148 Gastronomia Honesta
Ainda pensamos em pedir uma Sobremesa, mas o Creme Búlgaro não estava disponível, fato que nos fez desistir da idéia.

Preço

Se a gastronomia é honesta na proposta, os preços destoam um pouco da idéia. Não que os Pratos sejam excessivamente caros, ainda mais considerando-se o o conceito dos itens listados no menu e o sabor de tudo o que mastigamos. Mas, sem dúvida, o preço do jantar foi um pouco salgado. Pagamos por volta de R$ 14,00 pela entrada, R$ 47,90 pela Lasanha Verde, R$ 29,50 pelo Peixe e R$ 8,50 pelo Purê de Mandioquinha. Ao final, com uma bebida e os 10%, a conta totalizou pouco mais de R$ 115,00. Para nós, é um impeditivo para visitas frequentes.

Conclusão

Uma excelente surpresa! Desconsiderando o incômodo da região extremamente movimentada e com escassez de estacionamento, a visita ao 148 Gastronomia Honesta foi muito interessante. Os Pratos estavam extremamente saborosos e o local é agradável. Recomendamos uma visita!

Serviço

148 Gastronomia Honesta
Rua João Gomes, 148 (ver mapa)
Rio Vermelho
(71) 3013-0286
http://www.facebook.com/pages/148-Gastronomia-Honesta/167508796634564

Um comentário:

  1. Não quero postar, mas fui com a família e ninguém gostou. Primeiro o atendimento não é relaxado, é até informativo , mas não tem sorrisos . Depois perguntei sobre a picanha costurada antes de pedi e a resposta é mais um discurso de auto promoção . Resumindo, acho que falta ali a verdadeira vontade de agradar e sobra a vontade de aplicar os seus dotes. Tomar uma cerveja quase natural poderia está associado a uma cerveja especial é um costume como em países frios, mas a que pedi foi a Heineken e quando servido fui perguntado se estava a meu gosto, não estava porque estava somente resfriada e eles sabiam, como era o começo de nossa estadia no restaurante, não reclamei e aceitei beber. Se qualquer buteco me disser que a cerveja está quente eu poderia pedir para colocar no freezer um pouco, mas eu estava na gastronomia honesta e achei que eu devia me adaptar pois eles é que conhecem. A carne estava péssima . Brandaoandre@gmail.com. André

    ResponderExcluir

Os comentários no Mastigando em Salvador são muito bem vindos, mas deverão passar por um processo de moderação prévia. Para conhecer os critérios da moderação, consulte a nossa política de comentários, acessando: http://www.mastigandoemsalvador.com.br/p/politica-para-comentarios.html.

Resumidamente, os comentários que poderão ser rejeitados são aqueles que:

- Estejam fora do contexto do objeto da postagem e/ou do blog;
- Utilizem linguagem ofensiva e/ou incompreensível;
- Contenham injúrias, calúnias ou difamações, a respeito de quem quer que seja;
- Demonstrem claramente a intenção, por parte do autor do comentário, de tumultuar e/ou de desarmonizar o clima do blog;
- Contenham propaganda (spam); ou
- Contenham links externos, salvo quando forem fortemente relacionados ao objeto da postagem.

Os comentários publicados NÃO representem a opinião do blog Mastigando em Salvador e da sua equipe, e todo o seu conteúdo é de responsabilidade exclusiva dos seus respectivos autores. Nós não nos responsabilizamos por eles.

Caso tenha alguma dificuldade em fazer um comentário, verifique se está utilizando o navegador MS Internet Explorer. Alguns leitores tem reportado problemas para comentar utilizando este navegador. Esta situação está fora do nosso controle e não pode ser corrigida por nós.

Tecnologia do Blogger.